A energia gerada pelas usinas fotovoltaicas depende diretamente da quantidade de luz captada pelos painéis solares. Neste sentido, a poeira e outros tipos de sujeira, que a água das chuvas não consegue limpar, são os principais fatores limitantes do desempenho e da produção de energia elétrica nestas usinas.

Tendo em vista que, após a instalação não é possível evitar diariamente as perdas por baixa incidência de luz, é necessário mitigar ao máximo as perdas por sujeira nas placas para maximizar o retorno do investimento realizado. Sabendo disso, a GALT Energia detectou, através do serviço de monitoramento das suas usinas, que duas delas estavam com desempenho abaixo do esperado e realizou o serviço de limpeza e manutenção dos módulos, para que as usinas pudessem aproveitar ao máximo a capacidade instalada. 

A primeira usina localizada na região Centro-Sul de Belo Horizonte possui 24 módulos e um inversor string e produziu, no dia de maior insolação antes da limpeza dos módulos, 27,5 kWh. Com a limpeza realizada no dia 12/08 produziu 32,5 kWh no dia 13/08, um aumento de 15,4 % na produção de energia elétrica, o que potencializou os ganhos com o sistema fotovoltaico.

Energia gerada por dia na usina 1 (em kWh).

A segunda usina também localizada na região Centro-Sul possui tecnologia de microinversores e 24 módulos. Esta teve sua primeira limpeza dos módulos realizada no dia 22/08, seis meses após a instalação. Com essa limpeza o sistema teve um aumento de 21,9 % na produção de energia, passando de 29,87 kWh no dia 19/08 para 38,24 kWh no dia 25/08, estas datas correspondem ao dia de maior insolação antes e depois da limpeza. E como podemos ver pela figura abaixo, houve um ganho significativo na curva de potência instantânea extraída do monitoramento da usina:

Potência instantânea na usina 2 (em kW).

Assim, podemos ver com as duas situações anteriores a necessidade de fazer manutenção preventivas nas usinas periodicamente a fim de aumentar a produção de energia e consequentemente garantir o retorno do investimento realizado, independentemente do tipo de tecnologia do inversor utilizado na usina.

Vale destacar também que a limpeza dos módulos consiste em apenas uma das etapas do serviço de manutenção, pois uma verificação visual, o reaperto e os testes das conexões, cabos e módulos são fundamentais para a segurança da usina e das pessoas ao redor.


*Estagiário sob supervisão de Icaro Garcia Ferreira